Possuir um carro é um passo importante para a independência, além de saber como realizar consultas nos sites do Detran Bahia, mas há grandes implicações financeiras que você precisa estar ciente.

Você sabe qual é a diferença entre as taxas de juros? Clique aqui e veja mais no portal IPVA.INF.BR E quanto aos pagamentos de impostos?

Se você está procurando comprar seu primeiro carro, aqui estão algumas coisas que você precisa saber:

1 – A dívida pode esperar

Você ainda é jovem e chegará o momento em que você poderá pagar confortavelmente as prestações de uma casa e de um carro caro.

Se você acabou de sair da universidade e começou seu primeiro emprego, poupe cada centavo que ganhar. Isso significar dirigir em seu primeiro carro por um tempo – mesmo que seja o carro velho de seus pais.

Veja aqui como efetuar o pagamento do IPVA PE!

Ou, você poderia comprar um carro de baixo orçamento agora e não ser sobrecarregado com dívidas ou, alternativamente, comprar para um veículo melhor e ter que lutar para pagá-lo.

2 – Pague seu primeiro carro

Há sempre a tentação de negociar em seu carro a cada poucos anos para ter sempre o mais recente e maior. Você poderia ficar com seu primeiro carro, pagá-lo e ficar sem dívidas.

Isto o coloca em uma posição em que você pode usar seu dinheiro para economizar ou investir para o futuro.

Mesmo que você pretenda substituir o carro o mais rápido possível, um carro inteiramente pago será mais útil em tempo de troca. Qualquer dinheiro que o revendedor oferecer para seu carro antigo pode ser usado para a compra de seu novo carro. Isso significa que você pede menos dinheiro emprestado ao banco e pagar o carro mais novo mais cedo, colocando você em uma posição ainda melhor para a próxima troca.

3 – Há muitos custos envolvidos

Na emoção de comprar um carro novo, é fácil esquecer algumas outras coisas essenciais, como o seguro de combustível (uma despesa obrigatória para o proprietário do carro) e a manutenção.

Se seu carro novo tem um plano de serviço ou manutenção, isto é uma pequena redução financeira, mas certos itens podem não estar cobertos. Estes incluem pneus, que podem chegar aos milhares de quilômetros, dependendo do tipo de carro. Garanta que seu orçamento mensal lhe permita economizar para este e outros custos incidentais.

4 – Seja paciente

Tente evitar pagamentos eternos e escolha o prazo mais curto possível para o empréstimo. Quanto mais cedo você pagar seu veículo, mais cedo você estará sem dívidas.

Períodos financeiros mais longos e grandes pagamentos podem gerar pagamentos mensais reduzidos, mas há desvantagens definitivas.

Os compradores acabam gastando muito mais com os juros durante o longo período do empréstimo, e um pagamento contínuo, também sujeito a juros, o que poderia gerar ainda mais encargos caso um comprador decida refinanciar.

5 – Para acordos de venda em prestações, veja o seguinte conselho

Ao escolher o prazo de pagamento, quanto menor o prazo, melhor. Isto resulta em menos pagamento de juros.

Um pagamento parcelado exigirá que você pague uma quantia fixa no final do período de contrato. Isto pode exigir um novo empréstimo, prolongando o período de tempo em que você está pagando juros sobre o carro. Você pode ter que vender o carro para liquidar o pagamento de juros – recomeçando o ciclo da dívida.